quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Eu Era Hetero

Eu tinha uns 16 anos, quando o irmão (chamava-se Victor) de meu melhor amigo (que morava em outra cidade) veio visitá-los, sempre achei ele bonito, ele tinha os cabelos pretos, pele clara, olhos castanhos esverdeados e um corpo de dar inveja. Fui com minha namorada jantar na casa deles, ela era muito amiga da mãe do meu amigo, por isso fomos convidados. Conversa vai, conversa vem, vi que o Victor não parava de me olhar, e se mostrava muito simpático, achei estranho porque ele nunca havia falado comigo direito. Não disse nada e continuei a conversa. Fui ao banheiro, quando abri a porta para voltar de lá ele estava na porta, me assustei, ele me roubou um beijo, resisti, afastei-o ele ficou sem graça e saiu, voltei para a sala. Jantamos depois fomos pra casa, Victor não jantou conosco, nem apareceu na sala depois do acontecido. Levei minha namorada pra casa e fui pra minha casa dormir, mas não consegui, fiquei a noite toda pensando naquele beijo que eu havia impedido, me estranhei, eu até então era hetero, tinha namorada e quando lembrava de Victor ficava excitado, com vontade de continuar aquele beijo, passou a noite, no outro dia acabei não indo trabalhar pois não tinha dormido, cochilei de manhã e acordei com a campainha abri e para minha surpresa era Victor, mandei que ele entrasse, ele entrou e disse que viera para continuar o que não havia terminado na noite anterior, tentei ainda resistir, mas ele me pegou pela cintura e me beijou, foi o melhor beijo da minha vida, fiquei de pau duro, Victor percebeu e começou a passar a mão na minha pica elogiou dizendo que estava muito dura e era grossa, eu aproveitando abri o zíper de sua calça, liberando seu pau também duro de uns 22 cm, me arrepiei quando vi aquela coisa e comecei a chupar loucamente Victor, meio sem jeito pois nunca tinha feito aquilo antes, fomos para o quarto, derrubei ele na cama, tirei sua roupa e a minha e fizemos uma meia nove deliciosa, eu estava quase gozando quando Victor mandou eu virar de costa meio tenso obedeci, ele começou a chupar meu cuzinho eu estava delirando de tesão me beijava o pescoço como se soubesse que era meu ponto fraco, subia me lambendo as costas e encostando aquele pauzão no meu rabo e roçando a barba em mim me deixando maluco, logo depois enfiou aquele pauzão todo de uma vez no meu rabo, gritei de dor mas ele fingiu que nada havia acontecido e continuou metendo me fazendo ver estrelas num misto de dor e tesão, não demorou muito pra eu me acostumar e começar a gostar, Victor me deixava mais excitado ainda me chamando de puta e me mandando rebolar eu obedecia, e ele esguichou porra no meu cu, disse que não estava feliz, queria que ele gosasse na minha boca pra eu engolir aquela porra quente e grossa, ele prontamente começou a foder minha boca como se fosse um cuzinho apertado, fiquei mais excitado, mandei que ele parasse de meter e comecei a comer o cu dele ele gemia e rebolava como uma puta ele disse que ia gozar, saí da posição que estava, comecei a chupá-lo e masturbá-lo pronto para receber aquela porra na minha cara que em pouco tempo veio como um jato, gozei na boca dele, tomamos um banho nos beijando, depois ele se enxugou e sem dizer nada me deu um beijo e foi embora, mais tarde quando fui visitar meu amigo tive a triste notícia de que Victor já havia voltado para sua cidade. Fiquei triste, mas descobri onde está o verdadeiro prazer, terminei meu namoro e desde então só saio com caras gostosos como o meu eterno Victor.

3 comentários:

Anônimo disse...

pq essas coisas n acontecem comigo?? :(

Anônimo disse...

pq essas coisas n acontecem comigo :(

Anônimo disse...

Triste isso tbm não acontece comigo@

AddThis Pecadíssimo!

Share |

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails